Liderança e Coaching: Líder coach procura-se

Nos dias de hoje, as pessoas dentro de uma organização assumem diversos papéis para conseguir executar com sucesso as suas tarefas. Os resultados não são mais vistos apenas como fruto do somatório dos bons desempenhos individuais, mas sim de toda uma equipa motivada e orientada para objetivos comuns.

Esta evolução na maneira de se trabalhar trouxe mudanças em relação à forma de gerir. Antes, cada um era visto como um componente isolado e responsável apenas pelas suas atividades, dirigido pela antiga figura do chefe. Hoje, esse mesmo indivíduo faz parte de uma verdadeira rede, com influência direta nos resultados de todos.

Diferentemente do que acontecia no passado, o título de “líder” não é concedido exclusivamente pela organização ou entidade que está inserido, ou seja, a liderança não representa um posto, mas sim um papel a ser exercido e reconhecido espontaneamente pelas pessoas interrelacionadas. O líder é aquele que motiva e incentiva os colaboradores da sua equipa a evoluir, priorizando o autodesenvolvimento e criatividade, no sentido de criar valor acrescentado no sistema onde estão inseridos.

Existem dois grandes focos de trabalho para um líder: nos resultados e nas pessoas. O líder deve procurar o equilíbrio desses dois objetivos. O papel de coach é um dos mais importantes que o líder assume quando se compromete a apoiar alguém a atingir resultados, seja na resolução de um problema ou ao realizar um projeto.

Coaching não significa comprometer-se apenas com os resultados, mas também com o indivíduo como um todo, com a sua realização e o seu desenvolvimento. Um bom líder coach consegue ler as inúmeras oportunidades de aprendizagem e domínio do indivíduo e é capaz de criar um ambiente de confiança e abertura que permite à pessoa experimentá-las.

Na ação de Desenvolvimento de Competências em Coaching, promovida em Inter ou Intra Empresas, pela Paula Tomás Consultores, o gestor desenvolve a sua habilidade de coach, um líder que procura os resultados excepcionais de uma pessoa. O curso contribui para uma visão mais aprofundada da metodologia de Coaching, que passa por identificar os desvios face aos objectivos, dar feedback de forma construtiva e produtiva, orientar e desenvolver a pessoa para resultados, estabelecer um plano de desenvolvimento individual, através de duas variáveis constantes: o diálogo aberto e a descoberta.

Em projectos Intra, tem sido largamente identificado o sucesso da ação de Desenvolvimento de Competências em Coaching, na sequência de ações implementadas junto dos colaboradores, nos domínios do saber-fazer e do saber-ser. Sempre que uma necessidade é identificada e trabalhada em formação, torna-se imprescindível o papel do líder coach, para fazer o acompanhamento dessa aprendizagem. A apropriação das competências requer treino, posterior à formação, que deve ser monitorizado, acompanhado e validado. A principal função do líder coach é dar oportunidade a que a pessoa produza, que as suas intenções se transformem em ações e que estas se traduzam em resultados. Aqui, o líder coach, que está verdadeiramente implicado na motivação e orientação dos seus colaboradores para objetivos comuns, assume o seu papel de destaque.

Lúcia Barroso

Categorias:Coaching Tags:Coaching Liderança Paula Tomás Consultores PTC

Partilhar esta Publicação

Comentar

*